AVIAÇÃO
Aeroportos do Paraná e de Santa Catarina são os grandes vencedores do Prêmio Aviação + Brasil

MInfra e Conaero concederam 17 premiações, reconhecendo qualidade do serviço prestado por companhias e terminais aéreos nacionais e regionais

 


Os aeroportos de Florianópolis (SC) e de Cascavel (PR) conquistaram a preferência dos viajantes em 2021 e se tornaram os grandes vencedores do Prêmio Aviação + Brasil, concedido nesta segunda-feira (28) por iniciativa do Ministério da Infraestrutura (MInfra) e da Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero). O terminal catarinense foi escolhido o melhor entre todos os nacionais, enquanto o paranaense entre os regionais (confira relação dos vencedores no fim do texto).
 

Participaram da disputa 61 aeroportos -- 20 nacionais e 41 regionais -- e cinco empresas aéreas, que disputaram 17 prêmios após serem avaliados sobre mais de 90 práticas de acessibilidade e de 926 mil movimentos de pouso e decolagens avaliados pelos organizadores da premiação. Ao mesmo tempo, foram ouvidos mais de 50 mil passageiros como parte da Pesquisa de Satisfação do Passageiro realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC).
 

“Essa premiação mostra a superação, a perseverança de um setor que enfrentou a pandemia de cabeça erguida. E essa cabeça erguida nos fez amadurecer e que tivéssemos a capacidade de sair dela ainda maiores, especialmente a aviação doméstica”, afirmou o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.
 

Em um momento no qual o setor aéreo ainda se recupera dos impactos da crise sanitária, cerca de 92% dos entrevistados nas últimas edições da pesquisa de satisfação classificaram os aeroportos concorrentes como bons ou muito bons, atribuindo aos terminais avaliados notas acima de 4 -- elas vão de 1 (muito ruim) a 5 (muito bom).
 

Acessíveis e pontuais

“A gente vem trabalhando em uma agenda de aeroportos regionais muito forte. A aviação regional no Brasil é uma realidade. É o primeiro ano que nós fazemos uma pesquisa com aeroportos regionais. Tradicionalmente eram os 20 maiores aeroportos do país, e agora pesquisamos também os 41 aeroportos regionais”, destacou o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann.
 

Como parte do Projeto de Melhoria da Acessibilidade na Aviação Civil brasileira, conduzido pelo MInfra com apoio da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), foram agraciados os terminais mais acessíveis. Também houve premiação para os mais pontuais, assim como para as empresas aéreas consideradas mais pontuais e com mais qualidade. O cálculo quanto à pontualidade foi realizado em conjunto com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).
 

Entre os terminais que processam até 5 milhões de passageiros por ano, o Aeroporto de Belém (PA) recebeu o prêmio de Aeroporto + Pontual e de Aeroporto +Acessível. Na categoria entre 5 e 10 milhões, Recife (PE) e Brasília (DF) ganharam o troféu de Aeroporto +Pontual. Os terminais de Goiânia (GO), Santos Dumont (RJ), Congonhas (SP) e Galeão (RJ) foram reconhecidos como mais acessíveis.
 

O Prêmio Aviação + Brasil avaliou ainda o desempenho das companhias aéreas brasileiras. A Azul Linhas Aéreas foi reconhecida em duas categorias. A empresa foi premiada pelo melhor desempenho na Pesquisa de Satisfação dos Passageiros, referente às notas atribuídas pelos viajantes quanto aos serviços ofertados nos aeroportos de grande porte, e pela pontualidade.

unnamed.jpg
home.jpg