05/09 – Brasil celebra Dia da Amazônia com queda do desmatamento

05/09 – Brasil celebra Dia da Amazônia com queda do desmatamento

PORTAL MICE ONLINE

#Meetings, #Incentives, #Conferences and #Exhibition

Entre 2004 e 2014, a taxa anual de desmatamento caiu 82%, passando de 27.772 quilômetros quadrados para 5.012

O dia 5 de setembro é lembrado como o Dia da Amazônia e o Brasil comemora a data com a queda no índice de desmatamento. Em 2015 o Brasil comemorou a redução de 82% da taxa anual de desmatamento da Amazônia Legal em uma década. Isso significa que, entre 2004 e 2014, a taxa anual de desmatamento caiu de 27.772 quilômetros quadrados para 5.012.

“Acho que é a demonstração de um êxito da política ambiental do País, que deve ser mais do que registrado, mas celebrado”, disse o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, em agosto, durante a divulgação dos números levantados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI) a partir das imagens de satélite.

Para estudar o impacto da Amazônia sobre o clima, o MCTI aportou recursos no Observatório da Torre Alta, uma construção de 325 metros, no meio da floresta, a 150 quilômetros de Manaus. Inaugurada em agosto deste ano, a Torre vai ampliar o campo de pesquisa e coletar dados sobre a interação entre vegetação e atmosfera.

Equipada com sensores e radares a laser, a torre vai estudar o fluxo de vapor de água e de aerossóis, que são importantes para a formação de nuvens. Os dados vão ajudar a melhorar os sistemas de previsão do clima.

“Os trabalhos desenvolvidos aqui serão para preservar a vida no Planeta e dar alternativas para o desenvolvimento sustentável da humanidade”, disse o ministro Aldo Rebelo, durante a inauguração da Torre Alta da Amazônia.

O projeto, desenvolvido pelo Instituto de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), recebeu R$ 26 milhões em investimentos do MCTI, Ministério Federal de Educação e Pesquisa da Alemanha e governo do Amazonas.

mata-atlantica

Ação variada

Outro investimento do MCTI para ampliar a pesquisa científica e melhorar as ferramentas de preservação e combate ao desmatamento é o programa Amazônia Conectada, que vai levar internet em alta velocidade para 52 municípios.

A meta é estender as redes ópticas subfluviais por 7,8 mil km, alcançando as regiões mais remotas da Amazônia, beneficiando 3,8 milhões de pessoas. Executado pelo Exército Brasileiro, o programa vai criar cinco infovias para atender os municípios das calhas dos rios Negro, Solimões, Purus, Juruá e Madeira. Hoje, a rede de fibra óptica conecta apenas a cidade de Manaus.

Fonte: Ministério de Ciência e Tecnologia

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Cancel reply

Posts Carousel


Translate »